cidade de goiás

Patrimônio Mundial da Humanidade

Antiga Capital do Estado, a Cidade de Goiás foi declarada em 2001 como Patrimônio Mundial da Humanidade, devido ao seu importante e muito preservado conjunto arquitetônico. Goiás possui um extenso número de imóveis totalmente preservados datados do século XVIII. Suas ruas calçadas em pedra e suas casas de arquitetura simples conferem um ar bucólico e acolhedor que vale a pena ser visitado e vivido.

História

Arraial de Sant’Anna, este é o primeiro nome do local que viria a ser a Cidade de Goiás. No início, apenas um ajuntamento de construções improvisadas para a exploração do ouro nos aluviões do Rio Vermelho, quem primeiro se estabelece no local, em 1927, é Bartolomeu Bueno da Silva, o Moço, filho homônimo do também famoso bandeirante. A ocupação do estado se dá pela iniciativa das bandeiras, principalmente as paulistas, que adentraram o território goiano em busca de ouro e outras riquezas.

Em pouco menos de uma década, em 1936, a localidade foi elevada à condição de Vila Administrativa com o nome de Vila boa de Goyaz, que recebeu esse nome devido às tribos indígenas que ocupavam o território. Em 1748 foi criada a Capitania de Goyaz – até então o território pertencia à Capitania de São Paulo – porém o primeiro governador, Marcos de Noronha, o Conde dos Arcos, só se instala na cidade 5 anos mais tarde em 1753. Só então a vila torna-se a Capital da Comarca.

A cidade só deixa de ser capital do estado na década de 1930 com a construção da nova capital, Goiânia e a transferência do poder para lá.

Contudo, a antiga capital, desde os tempos de Vila, nunca deixou de ser um pólo produtor de cultura e arte, na música, artes plásticas e literatura. Neste contexto, a Cidade de Goiás é elevada em 2001 à categoria de Patrimônio Mundial da Humanidade através do tombamento do preservado centro histórico pela UNESCO.

 

Localização

A Cidade de Goiás está localizada a 140 km da capital através da rodovia GO-070, encravada no coração da Serra Dourada e cortada pelo Rio Vermelho.

 

Museus

 

    • Museu das Bandeiras: funcionando na antiga Casa de Câmara e Cadeia, tem acervo com peças e mobiliário do século XVIII.
    • Palácio Conde dos Arcos: tem acervo com obras do século XVIII, utensílios domésticos, pertences, artes decorativas e mobiliário dos antigos governantes.
    • Museu de Arte Sacra da Igreja da Boa Morte: tem o maior acervo do escultor barroco Veiga Vale, nascido em Pirenópolis, reunindo mais de 100 peças, e também coleções de prataria. A igreja foi construída em 1779.
    • Casa de Cora Coralina: museu permanente com objetos pessoais da poetisa de mesmo nome.



 

Monumentos

  • Casa de Bartolomeu Bueno: residência histórica do Anhangüera, a sua fachada conserva as características do estilo colonial
  • Chafariz de Cauda: localizado no Largo do Chafariz, é uma construção com padrões do século XVIII (1778)
  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário: conhecida como antiga igreja dos pretos, foi demolida e reconstruída em estilo neogótico em 1934 pelos frades dominicanos oriundos da França. No seu interior, encontram-se afrescos realizados por Nazareno Confaloni na segunda metade do século XX, Percursor do Modernismo no estado de Goiás e fundador da Escola de Belas Artes da Universidade Católica de Goiás.
  • Catedral de Santana: localizada na Praça do Coreto, é um edifício feito de adobe e recém-restaurado.
  • Igreja Nossa Senhora da Abadia: capela do século XVIII, tem afrescos no teto.
  • Igreja de Santa Bárbara: apresenta retratos de compositores goianos do século XIX feitos pelo artista Amaury Meneses.
  • Igreja Nossa Senhora do Carmo: edifício que é sede da Irmandade Senhor Jesus dos Passos
  • Mosteiro da Anunciação: edifício religioso, no qual os frades produzem artesanato de barro.
  • Convento dos Padres Dominicanos: edifício do século XIX que guarda uma imagem de Nossa Senhora do Rosário, trazida por religiosos franceses. Foi o segundo convento da Ordem no Brasil, fazendo parte do plano que integraria os religiosos dominicanos ao norte do Brasil, passando por Uberaba, Goiás, Porto Nacional e chegando enfim à Conceição do Araguáia no estado do Pará
  • Quartel do Vigésimo Batalhão de Infantaria: De onde saíram soldados para a Guerra do Paraguai. Até o final da década de 1990 abrigou o 11-010 Tiro de Guerra do Exército Brasileiro.

Balneários

Goiás também possui muitas cachoeiras como a a da Andorinha e vários locais onde é possivel banhar-se nos Rios que atravessam o município como o balneário de Santo Antônio, da Carioca e o Bacalhau.